Adequação à Função, o Segredo do Sucesso


Existe uma clara conexão entre comprometimento, performance e lucratividade. Melhorar o desempenho em todos os níveis da organização é fundamental para conquistar mercados e gerar crescimento. Não basta recrutar candidatos talentosos. É crucial alocar as pessoas às posições certas, aquelas onde seus talentos ajudem ao máximo a cumprir as metas corporativas, e também onde se sintam motivadas a permanecer, em total comprometimento com a empresa. O processo de adequação da pessoa à função certa, desenvolvido pela TTISI, confere à empresa uma vantagem definitiva sobre seus concorrentes:

Cria-se um ambiente de trabalho com alta performance, melhor clima organizacional e comprometimento dos colaboradores. O incremento nesses aspectos

reflete-se em maior produtividade e lucratividade dos negócios.


A adequação da pessoa à função é uma ciência; define-se cuidadosamente o que se espera como alto desempenho em cada posição, e usam-se critérios objetivos para definir quem deve ser contratado.


É um processo mais aprofundado que os métodos convencionais de seleção, no sentido de que se define, o mais amplamente possível, por que a função existe. Trata-se da ciência e da arte de alocar cuidadosamente a pessoa certa ao cargo que mais combina com ela.


O resultado é que a pessoa se sente mais feliz no trabalho, e rapidamente é capaz de cumprir metas agressivas de desempenho. Os métodos tradicionais de seleção, que usam como filtro a descrição do cargo, uma lista das experiências técnicas, educacionais e

profissionais desejáveis, e uma entrevista, não são suficientes no mercado atual.


Existe correlação entre altos níveis de comprometimento e um alto valor das ações. Quando os talentos de uma pessoa estão alinhados às exigências de sua função, ela rende mais e se sente mais feliz no trabalho. Sem se estressar com o esforço para atender às expectativas, ela usa sua energia para realizar seu trabalho cada vez melhor e, com isso, desfruta de uma experiência de sucesso.


A produtividade aumenta e os custos do trabalho diminuem, porque a empresa consegue um melhor desempenho com menos funcionários. As pessoas que apreciam seus empregos faltam menos e costumam ser pontuais, porque gostam de ir para o trabalho.


O contraste quando não há um trabalho de adequação à função é gritante. As pessoas que não estão adequadas a seus cargos ficam estressadas com o esforço para atender aos requisitos de uma posição que não combina com suas inclinações e talentos naturais.


Isso torna-se uma fonte de conflitos com as metas de desempenho e com os colegas. Essas pessoas tendem a reagir aos altos níveis de estresse com maior absenteísmo. Ao invés de transformar a paixão pelo trabalho em produtividade, como fazem os colaboradores que

estão alinhados a suas funções, seu desempenho fica prejudicado.


TTI Success Insights


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo