top of page

O que nós empreendedores, podemos ter de expectativas para o ano de 2024?

Poucas pessoas nas empresas discutem a importância de acompanhar as tendências de qualquer setor, mas é sempre necessário se munir de argumentos robustos para vender mudanças significativas interna e externamente. Saber o que esperamos da nossa empresa no futuro sem deixar de analisar o que o ano atual nos trouxe de aprendizados pode nos deixar sem ações assertivas. Por isso, vale a pena entender quais benefícios concretos estarão ao alcance da nossa empresa ao priorizar esse trabalho.


Como empreendedora, eu gosto de lembrar os principais motivos que me fazem ficar de olho no futuro da área de Gestão de Pessoas das empresas nas quais atuo. Pois acredito que é observando as principais tendências de mercado, que podemos nos inserir e nos adequar às necessidades de cada cliente.


Como profissional de RH, nestes 28 anos de experiência, venho me aprimorando e percebo algumas ações que hoje considero inovadoras para termos uma gestão comprometida e colaboradores envolvidos no dia a dia das suas atividades. A primeira delas é a Comunicação. Não acredito que possamos desenvolver qualquer modelo de gestão ou implementar algo novo se a comunicação não for unificada e principalmente não partir de uma Diretoria engajada com seus valores e princípios, e assim, em forma de cascata atingir todos uniformemente. É aquela velha frase: “A comunicação tem que vir de cima”.

Outro fator que se comenta muito nos artigos e leituras que tenho acompanhado é sobre a Inteligência Artificial. Nós, que somos recrutadores, sabemos como o RH sofre com a falta de tempo devido à quantidade de trabalho operacional e o custo que isso tem, certo? Esses são os maiores motivos que levam empresas a buscarem novas formas de gerenciar seus processos de contratação. Por isso, uma solução que pode ajudar sua empresa é a inserção da Inteligência Artificial no Recrutamento e Seleção. Além disso, está cada vez mais difícil conseguirmos profissionais comprometidos com a empresa. Há alguns anos a empresa escolhia e hoje quem escolhe é o candidato. Realmente, os tempos mudaram! E mudou, também, porque agora precisamos cuidar com o que transmitimos quando estamos desenvolvendo estas pessoas. E aí surge outro fator, que é o aumento da diversidade e inclusão nas empresas. Em grande parte das organizações, a diversidade, a equidade e a inclusão ainda são conceitos em fase de descoberta. Nosso futuro promete uma ascensão desses temas, principalmente ligados à nova geração que está se inserindo no mercado de trabalho. Este é um cuidado que devemos ter, porque precisamos tratar as pessoas com mais equidade, entendendo que a capacidade de cada um não depende de sua classe social, raça, religião ou gênero.


Outro fator, que considero importante é a inserção do trabalho remoto e híbrido que teve um crescimento notável com a pandemia e agora muitas empresas se adaptaram e conseguem operar normalmente suas atividades, gerando uma situação confortável para ambas as partes. Além disso, as modalidades remota e híbrida foram comprovadas mais rentáveis financeiramente para as empresas e gerando mais qualidade de vida para os colaboradores. Muitas empresas adquiriram selos importantes como o Great Place To Work, que vêm apontando um ranking de melhores empresas para trabalhar.


O fortalecimento da marca empregadora deixa de ser apenas uma estratégia de marketing para incorporar de vez a cultura organizacional. Essa mudança de paradigma vem como uma adaptação às novas gerações que buscam organizações que compartilhem de seus valores e visões de mundo. 


A dica aqui é buscar a transparência e a autenticidade na comunicação, tanto com os colaboradores quanto com os candidatos. Quanto mais a empresa mostra sua cultura e expressa seu posicionamento no mercado, mais atrativa ela se torna para colaboradores e grandes talentos. 

 

De fato, as perguntas que deixo aqui para os leitores são: Como você está se planejando para o próximo período? As tendências na área de Gestão de Pessoas em 2024 prometem acompanhar as grandes mudanças no mundo do trabalho?

Nesse cenário, é preciso se reinventar e atualizar diversos processos e atividades da área.

Posso garantir que muitas dessas mudanças estão vindo para ficar!

E você não pode ficar fora dessa realidade.

 

Monica Rizzatti

Diretora Executiva

Ser Humano Consultoria


74 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page