Plano de Carreira como Estratégia de Engajamento

Ficar horas depois do expediente para terminar um projeto é uma situação cada vez mais corriqueira nas empresas brasileiras. O problema é quando o empenho do profissional não é reconhecido pelos gestores, o que pode se transformar em um gatilho para a frustração no ambiente de trabalho. Não à toa que mais de 44% dos colaboradores no mundo pretendem deixar seus empregos nos próximos cinco anos, enquanto 21% gostariam de sair em menos de dois anos, de acordo com estudo feito pela consultoria Hay Group com 5 milhões pessoas em 46 países.


Segundo a pesquisa que foi compilada no livro “O inimigo do engajamento profissional”, mais de um terço dos colaboradores em todo mundo não estão engajados. Esse cenário é crítico quando se leva em consideração o contexto de crise econômica e pandêmica e o momento em que as organizações precisam aumentar o desempenho para tentar sobreviver. Quando comparado com profissionais dos quatro cantos do mundo, os brasileiros aparecem como os mais engajados e com maior intenção de permanecer no emprego. No Brasil, as pessoas percebem que podem crescer na carreira. Além disso, existe uma questão cultural de pertencer a uma empresa de renome, independentemente do cargo. Aqui, ainda se veste a camisa, afirma Elton Moraes, consultor do Hay Group e co-autor do livro. O problema é que daqui a um tempo os brasileiros podem começar a se sentir frustrados por não terem autonomia ou por ver que as empresas não oferecem recursos necessários para o desenvolvimento do trabalho.


O segredo para reter os colaboradores, segundo o especialista, é demonstrar com clareza as estratégias da companhia, ter uma política de benefícios, indicar os caminhos para os funcionários de como fazer para crescer e dar autonomia. A mudança cultural tem de vir de cima para baixo nas organizações.


Plano de Carreira como Estratégia de Engajamento


Conseguir reter talentos é o desafio de todas as empresas. A grande maioria se desdobra para atrair cada vez mais profissionais qualificados e comprometidos com resultados. Para isso, investem na melhora do ambiente de trabalho, no aumento de benefícios, em treinamentos com foco em motivação e em outras práticas de Gestão de pessoas.

O desenvolvimento e a aplicação de um plano de carreira é uma das práticas mais adotadas pelas empresas modernas. Essa prática não é um benefício apenas para o funcionário, mas também para a empresa. Ele contribui para a manutenção da motivação de seus colaboradores, transformando-se muitas vezes em um de seus principais diferenciais para a retenção de talentos.


No entanto, é importante que esse Plano de Carreira, esteja sincronizado com o a filosofia organizacional, assim como com as metas e objetivos estabelecidos em seu planejamento estratégico. O sucesso dessa aplicação se dará se houver o comprometimento de todos e o seguimento das regras definidas. O importante é que exista realmente a prática do que foi proposto, senão, poderá ocorrer resultados inversos: ao invés de motivação e crescimento corporativo, a empresa vivenciará os efeitos contrários à ideia inicial de aplicação do projeto.


Benefícios de um Plano de Carreira Para o Funcionário


Se para a empresa os benefícios são muitos, para o profissional não é diferente. Como tal planejamento é feito de maneira individual, esse é um momento importante de autoconhecimento, onde ele terá que pensar em seu futuro, em seus valores e em suas crenças. A junção de tudo isso possibilitará o primeiro passo para definir e fazer acontecer o seu futuro profissional.


O plano também ajuda o colaborador a ter foco e diminui um dos maiores males do século: a ansiedade. Tendo plena consciência de onde se está e onde quer chegar, os caminhos para conquistar tal objetivo se tornarão muito mais fáceis.


O plano de carreira ajuda o funcionário a ter visão de futuro. Com isso, até a tomada de decisões dele será mais assertiva e concreta, fazendo com que se sinta bem no local onde trabalha e motivando-o a ser mais produtivo, o que é bom para ele e para a empresa.


Por meio desse planejamento, é fácil ficar estimulado e, com isso, praticar ações em prol do seu crescimento profissional. Por isso, se a sua empresa ainda não possui um, trate já de começar a desenvolvê-lo imediatamente. Depois, é só aproveitar os benefícios que ele proporcionará a todos!


Principais Benefícios da Implantação de um Plano de Carreira


  • Normatizar internamente a promoção e a progressão das carreiras na empresa;

  • Ter uma Política de retenção dos melhores talentos;

  • Aplicar uma política agressiva de remuneração em relação ao mercado;

  • Adotar uma estratégia para consolidação da qualidade da mão de obra;

  • Atrair potenciais talentos da concorrência;

  • Regularizar o equilíbrio interno x externo, na comparação com outras empresas, sendo fonte motivadora pela alta diminuição do turn over;

  • Servir de instrumento motivacional;

  • Eliminar as incoerências e distorções que possam causar desequilíbrios salariais ou a insatisfação das pessoas, entre outros;

  • Outro ponto positivo está relacionado à imagem da corporação no mercado. Se ela for positiva por cuidar bem da carreira de seus colaboradores, outros profissionais irão desejar fazer parte dessa equipe.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo